ostelHoje, a tecnologia e o desenvolvimento da telefonia móvel nos permitem usufruir de ferramentas e aplicativos ótimos, na grande maioria gratuitos, que podem ser utilizados no seu planejamento, organização do tempo e principalmente conversas em tempo real, de modo gratuito.

Com o advento da tecnologia VOIP (voz sobre IP) e a popularização dos smartphones, os aplicativos para trocas de mensagens de texto e voz se tornaram uma alternativa às ligações tradicionais, com redução de custos.

O uso de novas tecnologias, que proporcionam praticidade e menores custos para as empresas hoje é primordial e pode ser feito sem gastar muito, porém para utilizar esses recursos o planejamento precisa ser bem estruturado, com regras e normas claras, definidas na política de segurança da informação – PSI da empresa. Política de Segurança da Informação – Como fazer?

Toda utilização de recursos tecnológicos precisa estar balizada em regras claras, cada empresa vai analisar as vantagens e desvantagens da utilização de novas tecnologias e estudar a melhor maneira de operacionalizar sua utilização. Com o crescimento da utilização de tablets e smartphones em reuniões de trabalho, é primordial a criação de regras claras sobre como serão resguardadas as informações enviadas e recebidas.

É preciso avaliar e definir o guarda das informações (backup), nível de segurança (codificação, criptografia, sigilo, confiabilidade e confidencialidade), ou seja, tudo deve estar bem detalhado e descrito em manuais, para não haver divergências e problemas entre os colaboradores.

Outra questão que deve ser avaliada é a privacidade dos dados, seria interessante a utilização de sistemas opem source seguros, com garantia de proteção das informação trafegadas, tais como Telegram, OpenFire, TextSecure, Ostel, RedPhone e mais recente Chadder, desenvolvido por John McAfee, fundador do conhecido antivírus McAfee.

Outras ferramentas seguras interessantes podem ser encontradas no portal do Projeto Guardian, um grupo de desenvolvedores, ativistas e hackers que cria ferramentas para uma comunicação mais segura, inclusive os desenvolvedores do projeto participam do projeto tor, rede segura e criptografada para navegação anônima na web.

A mais recente aposta do mercado de segurança da informação pessoal é o desenvolvimento do Blackphone , um smartphone, com uma versão do Android repaginada, o Private OS com aplicativos próprios, voltada para a segurança e privacidade. O aparelho deve chegar as lojas em junho. A empresa desenvolvedora dos aplicativos é a Silent Circle, que disponibiliza nos mesmos moldes do Projeto Guardian aplicativos para a comunicação privada e segura, no caso o Silent Phone, Silent Text e Silent Contacts que compõe o sistema do Blackphone e estão disponível para Android e iOS.

Você pode utilizar aplicativos seguros no seu Andorid / iOS normal, tais como Disconnect Search (busca segura, sem captura de informações pelo Google), My Secure Mail(envio de e-mails criptografados), Orbot (Navegação Anônima na rede) e os outros apps citados acima. Basta instalar e tornar seu aparelho mais seguro.

Aplicativos tradicionais (poucos seguros) para mensagens de texto e voz, vale citar:

Skype, WhatsApp, Viber, Voxer, Zello, ChatON, Line, Hangouts (antigo Talk), Fring, Tango e TiKl.

A segurança é um tema em destaque, não adianta se esconder é preciso se proteger.

Confira esta entrevista com Jacob Appelbaum, pesquisador, hacker e membro do Tor Project.

Fonte Consultada: Uso corporativo do WhatsApp, SnapChat, Viber… Permitir ou proibir?

Fique atualizado!

Fique atualizado!

Deixe seu e-mail abaixo e receba conteúdo exclusivo do blog.

You have Successfully Subscribed!