Qual a chave do sucesso?

Difícil descrever, mas com investimento em qualidade, planejamento e gerenciamento eficiente fica mais fácil mensurar.

A governança de TI auxilia no processo de gestão das empresas, não somente na área de TI, mas proporciona mecanismos e indicadores que podem ser utilizados por todas as áreas. É preciso que a área de TI esteja integrada com a gerência de negócio da empresa, funcionando com um alicerce, que garante qualidade nos serviços e/ou produtos ofertados.

A tecnologia da informação é de extrema importância para a organização de uma empresa, seja ela micro, pequena ou multinacional. Quando usada da maneira correta, proporciona informações precisas para uma tomada de decisões eficiente. A Tecnologia da Informação (TI) precisa estar alinhada ao negócio da empresa, tudo precisa ser planejado para que tenha um equilíbrio entre custo e benefício. Com as informações geradas pelos sistemas informáticos, podemos eliminar processos, economizar tempo e dinheiro, obtendo grande aumento de produtividade, consequentemente sendo mais competitiva no mercado.

Em uma economia baseada na informação, o poder de concorrência de uma empresa depende de sua capacidade de adquirir, tratar, interpretar e utilizar a informação de forma eficaz. Nós vivemos na era da informação, tudo é baseado no conhecimento, por isso a empresa precisa estar atenta, ligada as “novas ondas”. Assim, a tecnologia e os recursos que a empresa possui devem ser utilizados no suporte à gestão da informação.

[ad#Adsense1]

O que é governança de TI?

A governança de TI pode ser definida como conjunto de práticas e objetivos que visam o gerenciamento, o controle e a qualidade dos processos e atividades da tecnologia da informação na organização, tendo como foco, a adição de valor ao negócio. Com sua utilização é possível formular estratégias e metas que irão gerar vantagens competitivas para a TI, fazendo com que a organização seja produtiva e proativa, sempre monitorando e antecipando as possíveis futuras falhas e problemas, para poder fornecer sempre um serviço 100% disponível e confiável.

A governança de TI pode ser implementada em todas as empresas, através da canalização dos recursos, buscando sempre a qualidade na prestação de serviços. A governança de TI observa todas as demandas dos departamentos, entre elas, segurança nos processos, disponibilidade e confiabilidade nos serviços prestados, ou seja, a TI deve deixar tudo funcionando, no momento que é requisitado, com processos seguros, sem influências externas, e um serviço altamente confiável, sem erros, paradas ou fatores que podem comprometer a qualidade.

[ad#Adsense1]

Benefícios

A governança de TI proporciona muitos benefícios para as organizações. Entre eles:

1. Quando bem implantada garante segurança, disponibilidade e confiabilidade, fazendo com que a empresa tenha credibilidade perante funcionários, clientes e sociedade;
2. Automatiza tarefas específicas que passam a ser realizadas em menos tempo, resultando na diminuição do custo, da monotonia de executar tarefas repetitivas, na melhora do processo produtivo (por focar as tarefas mais importantes), obtendo maior produtividade e aumento da competitividade;
3. Auxilia os colaboradores a testar algumas decisões antes de colocá-las em prática, propiciando decisões de qualidade, podendo antecipar os problemas e formular soluções.
4. Possui atendimento satisfatório ao cliente em decorrência de uma tecnologia bem aplicada, que, por satisfazer o cliente, pode torná-lo fiel. Pode-se utilizar, de modo eficiente, uma tecnologia simples e acessível às micro e pequenas organizações como uma linha telefônica e um identificador de chamadas, que possibilita identificar o cliente e oferecer-lhe um atendimento personalizado;
5. Integrar o uso da tecnologia que pode proporcionar vendas maiores para clientes potenciais, podendo utilizar tecnologias tais como, comércio eletrônico e utilização das redes sociais para divulgação de produtos e marca.
6. Utilizar a internet como uma ferramenta capaz de expandir mercados, essencial para a comunicação com parceiros, colaboradores e clientes, um recurso disponível às organizações de todos os portes.
7. Redução de custos e agregação de valor ao negócio, pois com processos e atividades adequados, a organização terá economia de tempo e dinheiro.

Frameworks e modelos de governança de TI

Adaptado de Fagundes – http://www.efagundes.com/

Hoje existem vários frameworks (modelos de trabalho) que fornecem as métricas e o que deve ser feito para implantar uma governança de TI eficaz e eficiente, são eles:

COBIT (Control Objectives for Information and related Technology): Inclui recursos como um sumário executivo, um framework , controles de objetivos, mapas de auditoria, indicadores de metas e performance, um conjunto de ferramentas de implementação e um guia com técnicas de gerenciamento. As práticas de gestão do COBIT são recomendadas pelos peritos em gestão de TI, que ajudam a otimizar os investimentos em TI e fornecem métricas para avaliação dos resultados. É focado no controle.

ITIL (Information Technology Infrastructure Library): Modelo não proprietário e público, que define as melhores práticas para o gerenciamento dos serviços de TI. Cada módulo de gestão do ITIL define uma biblioteca de práticas para melhorar a eficiência de TI, reduzindo os riscos e aumentando a qualidade dos serviços e o gerenciamento de sua infraestrutura. É focado no serviço.

PmBOK (Project Management Body of Knowledge): Visa promover e ampliar o conhecimento sobre gerenciamento de projetos, assim como melhorar o desempenho dos profissionais e organizações da área. As definições e processos do Project Management Institute (PMI) estão publicados no PMBOK. Esse manual define e descreve as habilidades, as ferramentas e as técnicas para o gerenciamento de um projeto. O gerenciamento de um projeto compreende cinco etapas: início, planejamento, execução, controle e fechamento-, bem como nove áreas de conhecimento: integração, escopo, tempo, custo, qualidade, recursos humanos, comunicação, análise de risco e aquisição.

Conclusão

Aplicando esses conceitos no dia a dia das organizações com certeza os processos e atividades como um todo, serão mais integrados e dinâmicos, eliminado erros e proporcionando competitividade e lucratividade.

Fique atualizado!

Fique atualizado!

Deixe seu e-mail abaixo e receba conteúdo exclusivo do blog.

You have Successfully Subscribed!