Nas grandes corporações e também em pequenas empresas, a rede de computadores é tão importante quando as informações nelas trafegadas. Através da rede, as empresas podem compartilhar recursos, unificar seus dados, melhorar o gerenciamento de suas informações e garantir que toda a área de tecnologia da informação gerencie os ativos de informação com mais segurança, rapidez e economicidade.

Num tempo em que a internet está em todos os lugares, que todos estão sempre conectados, a segurança e a padronização das redes é primordial para garantir que os dados gerenciais estejam protegidos e bem seguros.

[ad#Adsense1]

O que é um Sistema de Cabeamento Estruturado?

É um sistema de cabeamento flexível que suporta a utilização de diversos tipos de aplicações, obedecendo normas específicas e internacionais com características próprias, que destacamos:

  • Arquitetura aberta;
  • Disposição física e meio de transmissão padronizados;
  • Conformidade aos padrões internacionais;
  • Suporte a diversos padrões de aplicações, dados, voz, imagem, etc;
  • Suporte a diversos padrões de transmissão, cabo metálico, fibra óptica, radio, etc;
  • Assegurar expansão, sem prejuízo da instalação existente;
  • Permitir migração para tecnologias emergentes.

 

Não Estruturado

Um péssimo exemplo de cabeamento

É preciso planejar!

Na área de tecnologia da informação – TI é preciso planejar tudo, antes de implementar quaisquer atividades da área, é necessário um projeto bem detalhado, com todos os requisitos analisados e um planejamento cuidadosamente detalhado. Parece que estou exagerando, mas avaliar e planejar tudo antes de colocar em prática, vai ditar se o projeto terá sucesso ou não.

 

 

Num projeto de redes, deve ser levado em consideração vários aspectos.

Existe um projeto detalhado: Identificação de requisitos e serviços, especificação de equipamentos e serviços, cronograma e custos, implantação, espaço físico, testes, certificação, mão de obra, treinamento, etc;
O que vai ser utilizado nessa rede: É preciso mensurar quais os recursos, tecnologias e sistemas que serão utilizados na rede;
Qual o tamanho dessa rede: A rede vai ser interna, a empresa possui várias filiais, como será a tecnologia utilizada (Fibra Optica, Wan, Rádio);
A rede é segura: Quais os mecanismos que serão utilizados para garantir segurança e proteção dos dados trafegados. A empresa possui regras e uma política de segurança da informação eficiente e bem divulgada;
Administração da Rede: usuários, hardware das estações e da rede, software das estações e da rede, atualizações, crescimento físico planejado;
Crescimento: A rede vai suportar o crescimento do negócio.

Um bom exemplo de cabeamento

Benefícios de uma rede estruturada

Melhor administração da parque tecnológico;
Poucos erros e retrabalho;
Layout físico padronizado;
Adaptabilidade, capacidade da rede de integrar-se, sem problemas em qualquer ambiente tecnológico;
Maior segurança, pois os administradores de rede terão mais controle sobre a estrutura.

Existe norma para estruturar uma rede?

Toda implementação deve seguir padrões, os padrões são característicos da área de TI, pois através disso não haverá incompatibilidade e todos vão interagir sem problemas.

As principais normas de estruturação de rede são:

  • ANSI/TIA/EIA-568-A/B (Sistema de Cabeamento) prevê todos os conceitos citados anteriormente e é complementada por outras normas.
  • ANSI/TI A/EI A-569-A (Infra-estrutura utilizada principalmente por engenheiros civis e arquitetos).
  • ANSI /EI A /TI A-570-A (Cabeamento pequenos Escritórios e Residência SOHO).
  • ANSI /TI A /EI A-606 (Administração e Identificação).
  • ANSI /TI A /EI A-607 (Aterramento em Telecomunicações).

Além de alguns TSBs (Telecommunications Systems Bulletin):

  • TS B67 (Testes realizados em campo no cabeamento UTP).
  • TS B72 (Cabeamento óptico centralizado).
  • TS B75 (Práticas do cabeamento por zonas – Zone Wiring).
  • TS B95 (Diretrizes adicionais da performance de transmissão do cabeamento UTP 4P Cat. 5).

No Brasil, temos a NBR 14565 da ABNT, que é baseada na EIA/TIA 568B.

Além dessas normas tem várias outras relacionadas a segurança da informação, gestão de riscos, mas é assunto para outro artigo.

Sua empresa possui uma estrutura de rede integrada com os serviços primordiais para seu bom funcionamento, se não pense bem!

Esse artigo foi publicado na Revista Espírito Livre – Edição 29.

Fique atualizado!

Fique atualizado!

Deixe seu e-mail abaixo e receba conteúdo exclusivo do blog.

You have Successfully Subscribed!