Computação em Nuvem, uma tendência! Computação em nuvem ou cloud computing é uma representação abstrata da utilização dos recursos computacionais (Hardware e Software) funcionando em servidores web, ou seja, programas e recursos rodando em servidores dedicados específicos – data centers. Toda a administração e monitoração é feita através da internet, reduzindo consideravelmente dos custos com TI. Hoje a tecnologia está voltada para a internet, as linguagens de programação web estão se desenvolvendo cada vez mais, com proteção e segurança, criando aplicativos modernos e versáteis. A internet revolucionou a maneira de trabalhar, informações são processadas e transmitidas por vários mecanismos, o Google é um exemplo dessa onda, uma quantidade enorme de recursos, na maioria das vezes gratuitas, que facilitam nossa vida, no trabalho e em casa.

 

Você já usou o Google hoje?

Com um crescimento estrondoso, o Google conta com ótimas ferramentas, o (Orkut), que conecta milhões de usuários no mundo, também (YouTube) com vídeos de ótima qualidade, gerenciador de documentos (Google Docs.), agenda de compromissos (Google Calendar), serviço campeão de e-mails (Gmail), serviço de mapas (Google Maps), Blogs (Blogger), e entre outros serviços.

A última novidade é o lançamento do Android, o sistema operacional da Google para smartphone e netbooks, que roda toda na web, integrando todos os serviços do Google. Para entrar no SO, basta digitar a senha da conta do Google e ter todos os recursos e ferramentas on-line do Google na mão.

 

Entendendo o Cloud Computing

Nós estamos habituados a utilizar aplicações instaladas em nossos próprios computadores ou servidores, assim como, armazenar arquivos e dados dos mais variados tipos, a administração e monitoração geram altos custos. Já na computação em nuvem todo o aparato de hardware e software encontra-se instalado e configurado na internet, disponíveis em servidores, que podem ser acessadas por qualquer terminal com permissão através do seu navegador, por isso a expressão nuvem, pois os dados são gerados a armazenados na internet, em data-centers.

Em um sistema de computação em nuvem, há uma redução significativa da carga de trabalho. Computadores locais não têm mais de fazer todo o trabalho pesado quando se trata de rodar aplicações, em vez disso, a internet que faz às vezes de nuvem lida com elas. A demanda por hardware e software no lado do usuário cai. A única coisa que o usuário do computador precisa é ser capaz de rodar o software da interface do sistema da computação em nuvem, que pode ser tão simples quanto um navegador web, e a rede da nuvem cuida do resto.

Como toda boa notícia, sempre tem alguns contras, para que os recursos da computação em nuvem sejam aproveitados por completo, é preciso uma melhoria na internet brasileira, que na verdade é uma banda larga discada. Como diz Luis Cuza (Presidente da TelComp) “O Brasil sofre falta de banda larga. O que existe é um sistema discado sofisticado, com 500 Kbps de velocidade, para o qual as operadoras só garantem 10%”. Parece grotesco essa afirmação, mas é a realidade, a banda realmente larga no Brasil atente somente os grandes centros, a infra-estrutura de fibra óptica é bem precária, falta investimentos. As operadoras sozinhas não fazem, pois não é viável financeiramente. É preciso intervenção estatal, mas parece que esse cenário está mudando com o plano nacional de banda larga, vamos aguardar.

Outro ponto em destaque é a segurança, é preciso muito cuidado na escolha do serviço, deve-se analisar a reputação da empresa prestadora, pois dados importantes precisam ser bem guardados, garantindo confiabilidade, disponibilidade e integridade dos dados. A empresa precisa ser certificada ISO 27001, em conformidade com Gestão de Segurança da Informação e outras normas de qualidade.

Para concluir.

A cada dia a web 2.0 proporciona inúmeros recursos, a internet colaborativa, uma grande geração de idéias, um exemplo disso são os blogs, que são uma fonte inesgotável de informações do mais variados tipos e assuntos. As empresas devem enxergar a força que a internet pode proporcionar para a melhoria dos processos de trabalho, com uma utilização efetiva dos blogs e redes sociais corporativas, podem ser uma grande ferramenta de comunicação, quando utilizada para gerar conhecimento e produzir informações.

A competitividade da empresas será mensurada a partir da sua capacidade de adquirir, tratar, interpretar e utilizar a informação de forma eficaz. A computação em nuvem bem administrada e implementada, vai proporcionar redução de tempo e custo, deixando esforços para tarefas importantes e tomadas de decisões.

 

(Créditos das imagens: pixabay.com)

Fique atualizado!

Fique atualizado!

Deixe seu e-mail abaixo e receba conteúdo exclusivo do blog.

You have Successfully Subscribed!