Banco de Dados e Suas AplicaçõesCom a globalização, os meios de comunicação são cada vez mais sofisticados e a tecnologia muda a cada momento. Precisamos manipular dados e transformá-los em informações precisas para tomar decisões sem erros, que fazem gerar lucros e crescimento.

Pois é, o que isso tem a vê com banco de dados, se não tiver como guardar essas informações para formar estratégias, com certeza os objetivos não serão atingidos. O banco de dados precisa dar o suporte às operações diárias da empresa, auxiliando o trabalho e produzindo resultados.

Uma definição mais precisa de Banco de Dados não existe formalmente, contudo pode-se dizer que:

a) Um Banco de Dados é uma coleção logicamente coerente de dados com um determinado significado inerente. Isto significa que um conjunto aleatório de dados não pode ser considerada um Banco de Dados.

b) Um Banco de Dados é projetado, construído e composto por um conjunto de dados
para um propósito específico. Existe um grupo de usuários ou algumas aplicações pré-concebidas onde estes dados serão utilizados.

c) Um Banco de Dados representa aspectos de uma parte restrita do mundo real, denominado de mini-mundo. Alterações que ocorra no mini-mundo são refletidas no Banco de Dados.

Resumindo, um BD representa uma fonte de onde informações são derivadas, possui um nível de interação com eventos que ocorrem no mundo real, e uma audiência que está interessada em seu conteúdo.

Os programadores precisam produzir aplicações precisas para conversarmos com esses dados, as aplicações precisam ter mecanismos para toda a hierarquia da empresa, abrangendo-a como um todo, um ERP, visando à integração de toda a empresa. Os analistas de sistema devem fazer projetos para o cruzamento das informações, onde com apenas um relatório podemos ter uma noção de todo o andamento dos trabalhos. Os bancos de dadas para essas aplicações devem ser projetados bem detalhadamente, verificando cada etapa, utilizando os mecanismos de classificação, relacionamentos, normatização e outros processos que visam a integridade e confiabilidade dos dados.

Um exemplo prático do uso do eficiente do banco de dados é uma aplicação web de comércio eletrônico, o usuário (cliente) ao cadastrar no site, o sistema pede informações sobre gostos e interesses que possuem, ao acessar a página em outro dia, aparece uma listagem de itens que o cliente mais gosta, ou seja, grava um histórico de operações e mostra ao cliente seus produtos preferidos com base nessas informações, aumentando a chance de um novo pedido. As aplicações web são projetadas para isso, um exemplo, eu compro um livro de programação sobre ASP.NET, o sistema grava essa compra e outras, mais tarde é lançado um livro novo de uma nova versão dessa linguagem, então o sistema automaticamente envia um e-mail para mim com itens personalizados, de meu interesse, também ao acessar a página é mostrado uma janelinha com produtos e promoções, percebeu a importância do uso do banco de dados.

Um fato interessante aconteceu com um amigo meu, ao visitar uma cidade no interior de Minas Gerais ele hospedou-se em um hotel, onde registrou sua entrada no sistema, a recepcionista (muito simpática) apresentou-se e perguntou se queria quarto com suíte, taxi para o dia seguinte e outros itens pessoais para cadastro. Então ele falou, preciso de um taxi amanhã cedo às 6 horas para o centro, a recepcionista agradeceu e desejou-lhe uma boa estadia. “Até aqui você percebeu como o relacionamento com cliente é importante para a empresa” bem no outro dia, na hora marcada, o taxi estava aguardando ele na porta do hotel, “que qualidade no atendimento”, tudo bem, no mesmo dia ele foi embora, seguiu para a cidade onde reside satisfeito.

Um ano depois, esse meu amigo precisou ir a essa mesma cidade para participar de um congresso, ele então ligou para o mesmo hotel, ao atender o telefone a recepcionista disse, bom dia Fulano, como vai, “chamou ele pelo nome”, então ele reservou uma quarto, quando ia desligar a ela concluiu, vai querer taxi para o mesmo horário senhor.

Estava vendo com é importante usar e guardar informações, certamente esse hotel tem uma equipe bem treinada de tecnologia da informação, onde fazem projetos para melhorar cada vez mais os processos de trabalho, usando técnica de CRM para cativar sempre seus clientes. O uso e administração do banco de dados possibilitaram essa interação, as informações ficaram guardadas, quando o cliente ligou para o hotel, o sistema identificou seu nome através do seu número de telefone, mostrando todas as informações das hospedagens anteriores, possibilitando um atendimento personalizado e de qualidade.

Outro exemplo, no desenvolvimento de aplicações empresariais modernas, é uma loja de computadores e periféricos, que sempre precisa de produtos para pronta entrega. O sistema é desenvolvido para gerar estoque mínimo, ao chegar a determinada quantidade, gera automaticamente um pedido de compra pela internet.

Bem, como funciona essa compra feita pelo sistema, simples, no banco de dados já existe as informações dos fornecedores, então o sistema lança os pedidos para os fornecedores e aguarda a chegada dessas informações, após isso o próprio sistema vai analisar a melhor proposta e fará o pedido automaticamente, funciona como um leilão, a melhor oferta ganha. Pensa que acabou, não, depois do pedido feito, o sistema emite o pagamento através de transferência bancária, concluindo o trabalho.

Um ponto importante a ser citado é a segurança na transmissão desses dados, deve-se usar criptografia. Também controlar acesso lógico e físico, gerenciar backups com o objetivo de salvaguardar a vida de uma empresa, a base de dados.

Agora você sabe que o banco de dados pode fornecer inúmeros meios para simplificar, automatizar  e melhorar cada vez mais o processos dentro de uma organização, visando o crescimento, mais controle e administração eficiente.

(Crédito das imagens: pixabay.com)

Fique atualizado!

Fique atualizado!

Deixe seu e-mail abaixo e receba conteúdo exclusivo do blog.

You have Successfully Subscribed!